Skip to content

TRÊS GAROTAS GERAÇÃO Z QUE PODEM ENSINAR MUITO ÀS ESCOLAS

31/08/2012

As escolas estão caducando. Se eu já sentia isso quando eu fiz o primário e tinha que copiar texto da lousa, imagina o que deve pensar essa geração hiperconectada e tecnológica que está surgindo.

Quer dizer, dá para ter uma ideia. Nas últimas semanas, uma estudante de 13 anos virou notícia justamente por mostrar no Facebook os problemas de sua escola. Vai dizer que ainda não ouviu falar da Isadora Faber? Ela estuda em uma escola pública em Florianópolis e resolveu criar o “Diário de Classe”, para registrar seu dia a dia escolar e apontar o que não ia bem.

A página ganhou grande repercussão e a garota chegou a ser hostilizada por colegas e professores. Chegaram a pressioná-la para retirar da página alguns vídeos. Mas parece que a persistência da estudante surtiu algum efeito. A escola de Isadora começou a ser reformada e alguns problemas já foram resolvidos.


Esse caso me lembrou muito a história de Martha Payne. Uma garota escocesa de 9 anos que criou um blogpara registrar diariamente a merenda da escola. Ela tinha vários critérios para avaliar a comida, como nível de satisfação, garfadas, o quanto a comida era saudável e número de fios de cabelo encontrados.

Os primeiros posts mostravam um cardápio muito pouco nutritivo, com pouca comida e nada de vegetais. No início, a repercussão do blog enfureceu a diretoria, mas logo o lanche começou a melhorar.

a coisa tava feia

Fica nítido que as escolas estão ficando para trás. Não porque as crianças de hoje em dia transitam com naturalidade pelas redes sociais e as escolas não estão se adaptando às novas tecnologias. Nada disso.

O problema é que o modelo educacional atual não estimula o desenvolvimento de crianças questionadoras.

E questionar foi justamente o que fizeram Isadora e Martha. Se as escolas têm dificuldade de lidar com estudantes como elas, imagine então se as escolas têm condições de ajudar a formar gerações dotadas desse pensamento crítico.

Você sabia, por exemplo, que herdamos esse modelo de escola da Idade Média? Essa coisa hierárquica de ter um professor ensinando para vários alunos, os exercícios, a arguição, alguns conteúdos e até o processo avaliativo baseado em prêmios e castigos vieram dessa época. Idade Média, gente.

abram os cadernos pfv, vou dar o visto

O professor José Manuel Moran resumiu bem o que isso significa:

“Passamos anos demais, horas demais, para aprender coisas demais, que não são tão importantes, de uma forma pouco interessante, com resultados medíocres. E passamos pouco tempo no que é importante, significativo, que nos ajuda a aprender para toda a vida. (…) A escola está desfocada: insiste em modelos ultrapassados em uma sociedade em transformação.”

Então entra a história da terceira garota que eu queria que vocês conhecessem. Ela é Adora Svitak, uma americana de 15 anos que já publicou vários livros e é reconhecida como um talento prodígio desde os 6.

Nessa palestra para o TED, que eu recomendo MUITO que você veja, ela fala sobre as coisas que os adultos podem aprender com as crianças. E acho que isso também vale para as escolas. Dá o play.

 

“A aprendizagem entre adultos e crianças devia ser recíproca”, ela diz. “O objetivo não é transformar crianças em seu tipo de adulto, mas melhores adultos do que vocês têm sido, o que é um pouco difícil considerando suas credenciais, mas o progresso acontece devido às novas gerações que crescem, desenvolvem-se e tornam-se melhores do que as anteriores”.

Então talvez esteja na hora de, antes de ensinar as crianças do jeito que a escola tem feito há séculos, tentar aprender um pouco com elas, não?

 

por  em Friday, August 31, 2012 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: