Skip to content

ENTENDEU OU QUER QUE EU ANIME?

03/10/2014

As animações vão mudar a maneira como o ser humano aprende. Ver é muito mais simples que ler sobre alguma coisa. Matemática, inclusive.

Vinte crianças brincando de pega-pega.

São 3 fugindo e o resto tentando pegar.

Os fugitivos fazem de tudo para se manter o mais longe possível dos pegadores, principalmente do que estiver mais perto. Já os pegadores, aumentam a velocidade quando se aproximam dos fugitivos e diminuem quando se afastam.

Essa cena, que você já deve ter visto ou mesmo participado na hora do intervalo na escola, é matemática.
Matemática de recreio.
Mas se é matemática, onde estão os números? Cadê as contas? Não dá para ver aqueles sinais, elevações à enésimas potências, os colchetes… Cadê o “v” com toldo, da raiz quadrada?

Ah, essa matemática aí, cheia de algarismos e simbolos é a matemática das salas de aula, com o professor e lousa. Não é a do recreio.

8a13596u

“Ó, deixaram aquela porta alí aberta”

O pega-pega é matemática porque faz parte de uma família de problemas chamada “perseguição e evasão”, onde uma série de variáveis como as que descrevi no primeiro parágrafo são mapeadas e experimentadas para serem usadas em diversas situações como simulação e otimização de rotas de escape em locais fechados ou na ciência da computação.

Video-games estão cada vez mais realistas por causa de algoritmos como este. Ao invés do programador traçar trajetórias aleatórias, faz uns cálculos e deixa o game ganhar vida através da matemática.

E se a gente pensar em matemática deste jeito, em forma de pega-pega, música ou cristais de gelo cheios de fractais inacreditáveis é até capaz da gente achar ela simpática. Bonita até. Alguns até podem se apaixonar.

Mas por que tudo indica que isso vai mesmo acontecer, cada vez mais?

Por causa do gif animado.

Sim, o gif animado. Animações em geral, mas principalmente o gif. Em looping.
O gif animado e sua turma vão reinventar a maneira como aprendemos e entendemos a matemática, a física, a biologia, a química, entre outras.

Dá uma olhada nesses:

Reconheceu?

Sim, eles são o primeiro parágrafo, gifado. Tudo que escrevi, mas exposto de outra forma. Totalmente visual. E animada.

Agora imagina isso antes do ano 2000.

Como é que mostrava isso para os alunos? Professor falava. Aluno lia. Só pra explicar era uma aula inteira.
Mas olhando para esses gifs, sedutoramente hipnóticos e non-stop, quanto tempo você demorou para entender? Assim, animado, você até achou orgânico, crível, é assim mesmo lá no pátio.

Um DNA se replicando.

Essa imagem resume uns 6 meses de cursinho.

Por mais imaginativo que você fosse, dificilmente iria enxergar a beleza desse processo.
É olhar para um gif animado em looping e aquela imagem ficará para sempre no seu cérebro.

Livros são tesouros. Mas nas escolas, tablets farão uma revolução. Não ainda, porque por enquanto ainda é ferramenta subestimada, uma versão digital do analógico livro de sempre. Mas daqui para frente, quando os conteúdos forem sendo adaptados e usando os recursos das animações, vamos todos invejar as novas gerações de alunos que vão poder aprender coisas sem precisar depender única e exclusivamente de descrições longas e confusas de coisas tão harmoniosas e simples quanto um pega-pega.

Gif animado. De meme para uma revolucionária ferramenta de aprendizado.

Aprendizado precisa de marketing, propaganda.

Material escolar precisa de gente de criação.

O McDonalds não se beneficia do famoso appetite appeal? Pois que os materiais escolares tenha mais learnig appeal!

A matemática já foi ensinada só como partitura por muito tempo. Tá na hora de apreciar a música.

Notas de piano, colmeias, flocos de neve. Tudo matemática.

Print

Se os livros que você leu na escola tivessem isso no lugar daquelas figurinhas só à traço, não era melhor?

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: